Economia
Acompanhe:

Preços do gás natural nos EUA são pressionados por queda fora de época

O banco espera que os preços do gás natural atinjam uma média de US$ 4,50 por milhão de unidades

Temos bastante gás e os preços vão cair", disse Francisco Blanch, estrategista de commodities e derivativos do Bank of America (BofA) Securities (REUTERS/Divulgação)

Temos bastante gás e os preços vão cair", disse Francisco Blanch, estrategista de commodities e derivativos do Bank of America (BofA) Securities (REUTERS/Divulgação)

E
Estadão Conteúdo

7 de dezembro de 2022, 15h11

Preços do gás natural nos Estados Unidos estão sendo pressionados por uma queda fora de época, resultado de clima ameno no país e interrupção na instalação de exportação de GNL, no Texas. "Temos bastante gás e os preços vão cair", disse Francisco Blanch, estrategista de commodities e derivativos do Bank of America (BofA) Securities.

O banco espera que os preços do gás natural atinjam uma média de US$ 4,50 por milhão de unidades térmicas britânicas no próximo ano e possivelmente caiam para menos de US$ 4, onde passaram grande parte da década anterior.

Quer saber tudo sobre a política internacional? Assine a EXAME por menos de R$ 11/mês e fique por dentro.

A TPH & Co. prevê que a oferta robusta superará a demanda e reduzirá os preços do gás para US$ 3 no segundo semestre do ano que vem. Essa perspectiva levou o banco de investimento com foco em energia a rebaixar as ações dos produtores de gás Antero Resources, EQT e Coterra Energy.

O mercado de gás natural foi abalado pelo clima mais quente em dezembro e pelo fechamento da instalação de exportação da Freeport GNL, no Texas, desde um incêndio em junho.

A instalação é uma das maiores do país, com capacidade para exportar diariamente gás suficiente para abastecer a região metropolitana de San Antonio. Todos os dias desde o incêndio, essa quantidade de gás voltou ao mercado doméstico, ajudando a aliviar as preocupações com o abastecimento e a reduzir os preços.

LEIA TAMBÉM: