Economia

PIB da OCDE avança 0,7% no 3º trimestre ante o anterior, após alta de 0,6% no 2º trimestre

Em comunicado, a OCDE diz que o desempenho dos países do G20 foi "misto" no terceiro trimestre

OCDE: PIB do Brasil também desacelerou, enquanto Austrália, Índia, Indonésia, Reino Unido e União Europeia tiveram perda de fôlego (Antoine Antoniol/Bloomberg)

OCDE: PIB do Brasil também desacelerou, enquanto Austrália, Índia, Indonésia, Reino Unido e União Europeia tiveram perda de fôlego (Antoine Antoniol/Bloomberg)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 14 de dezembro de 2023 às 09h54.

Última atualização em 14 de dezembro de 2023 às 09h55.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) cresceu 0,7% no terceiro trimestre, na comparação com o anterior, informou nesta quinta-feira a própria entidade. O resultado representa leve aceleração, após o avanço de 0,6% do segundo trimestre.

Em comunicado, a OCDE diz que o desempenho dos países do G20 foi "misto" no terceiro trimestre. Houve fortalecimento da economia na China e nos Estados Unidos e também no México, enquanto na Itália ocorreu crescimento de 0,1%, após contração de 0,4% no segundo trimestre.

Por outro lado, o quadro piorou em outros países do grupo, como Arábia Saudita, Turquia, Japão, Canadá, África do Sul, França e Alemanha. O PIB do Brasil também desacelerou, enquanto Austrália, Índia, Indonésia, Reino Unido e União Europeia tiveram perda de fôlego mais marginal.

Na comparação com igual período do ano passado, o PIB do G20 cresceu 2,9% no terceiro trimestre, após avanço de 3,6% visto no segundo trimestre, diz o comunicado.

Acompanhe tudo sobre:OCDEeconomia-internacionalPIB

Mais de Economia

Corte anunciado por Haddad é suficiente para cumprir meta fiscal? Economistas avaliam

Qual é a diferença entre bloqueio e contingenciamento de recursos do Orçamento? Entenda

Haddad anuncia corte de R$ 15 bilhões no Orçamento de 2024 para cumprir arcabouço e meta fiscal

Mais na Exame