Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem 19 mil na semana

O resultado, porém, ficou acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam 760 mil solicitações

O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego recuou na semana passada, consistente com a recente estagnação na recuperação do mercado de trabalho dos Estados Unidos.

Os novos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos registraram queda de 19 mil na semana encerrada em 6 de fevereiro, a 793 mil, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta quinta-feira, 11, pelo Departamento do Trabalho do país. O resultado, porém, ficou acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam 760 mil solicitações.

O total de pedidos da semana anterior foi revisado para cima, de 779 mil para 812 mil.

Já o número de pedidos continuados teve redução de 145 mil na semana encerrada em 30 de janeiro, a 4,545 milhões. Esse indicador é divulgado com uma semana de atraso.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.