Pedidos de auxílio-desemprego aumentam em 51 mil; total é de 419 mil

O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou inesperadamente na semana passada

O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou inesperadamente na semana passada, mas isso não deve sugerir uma mudança material nas condições do mercado de trabalho, já que se espera outro mês de forte crescimento do emprego em julho.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego aumentaram em 51 mil, para um número com ajuste sazonal de 419 mil na semana encerrada em 17 de julho, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira.

O resultado da semana passada veio acima da expectativa de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam 350 mil solicitações.

O total da semana anterior foi revisado para cima, de 360 mil para 368 mil pedidos. O número de pedidos continuados, por sua vez, apresentou queda de 29 mil na semana encerrada em 10 de julho, a 3,236 milhões. Esse indicador é divulgado com uma semana de atraso.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também