O plano dos estados de ouro para alavancar o agronegócio nos próximos anos

Os governadores Mauro Mendes Ferreira (MT), Eduardo Leite (RS), Carlos Roberto Massa Júnior (PR) e Rui Costa (BA) participaram do fórum SuperAgro 2021, evento online da EXAME

Privatizações, tecnologia, melhorar e aumentar a infraestrutura estão entre os principais planos de Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia e Mato Grosso para alavancar o agronegócio nos quatro estados, considerados de ouro por concentrarem a maior parte da produção do setor.

Os governadores Mauro Mendes Ferreira (MT), Eduardo Leite (RS), Ratinho Júnior (PR) e Rui Costa (BA) participaram, nesta quinta-feira, 8, do fórum SuperAgro 2021, evento online da EXAME que discute os assuntos mais importantes do agronegócio brasileiro.

A aposta do governo gaúcho passou pela reorganização das contas públicas e pelas privatizações. Também está nos planos a construção de terminais logísticos exclusivos para o escoamento da soja e do arroz - o estado é responsável por metade da produção nacional do grão.

“O programa de privatizações vai gerar receitas importantes, extraordinárias, para o estado, de 1 bilhão de reais, que serão revertidas para investimentos em infraestrutura rodoviária. Teremos outros 3 bilhões nos próximos cinco anos em concessões rodoviárias”, detalhou o governador Eduardo Leite.

A infraestrutura também é um ponto central nos investimentos do estado da Bahia. De acordo com o governador Rui Costa, o foco é diminuir os custos de logística para deixar os produtos mais competitivos não só no mercado nacional, como também no internacional.

"Nós pensamos imediatamente em infraestrutura, que é o grande problema no Brasil. Transportar grandes quantidades de produtos impacta em um alto custo. Com a privatização do ramal da ferrovia que liga ao Porto Sul [em Ilhéus], vamos reduzir os custos de produção do oeste da Bahia fazendo com que a carga chegue a um custo muito mais baixo", destacou.

Além das estradas, Ratinho Júnior, governador do Paraná, afirmou que é necessária a modernização de aeroportos e portos. "Estamos finalizando o projeto do corredor de exportação de grãos do porto de Paranaguá, ampliando para de mil para 4 mil toneladas/hora, criando o maior corredor de exportação de grãos do mundo", afirmou.

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes Ferreira, destacou que o estado é o quinto maior exportador brasileiro, e que por estar no meio do país, a logística é um ponto fundamental. Ele também pontuou que é necessário cumprir leis ambientais. 

"É possível crescer sem fazer pressão sobre o desmatamento. Ele é um problema não só do Mato Grosso, mas do Brasil. A nossa imagem perante os nossos consumidores é um risco que temos q administrar constantemente". 

SuperAgro

O SuperAgro 2021 discutiu também as novas tecnologias para o campo, como a conectividade rural através do 5G, as questões políticas urgentes para destravar investimentos privados e o potencial da juventude e sua grande preocupação com o meio ambiente para o desenvolvido de práticas cada vez mais sustentáveis para o agronegócio brasileiro.

Transmitido ao vivo pelo YouTube, o painel segue disponível no canal da Exame. Ao longo desta quinta-feira (8), o SuperAgro 2021 segue discute o futuro do setor que superou a pandemia. Confira a agenda completa do evento e faça sua inscrição gratuitamente!

Veja os destaques do SuperAgro 2021

Assista ao debate que reuniu os governadores do RS, PR, BA e MT

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.