Neymar tem auxílio emergencial aprovado; jogador diz que não sabia

O jogador brasileiro do Paris Saint-Germain (PSG) teve os dados como CPF e RG utilizados para pedido do benefício emergencial de R$ 600

O jogador brasileiro do Paris Saint-Germain (PSG) Neymar, teve os dados como CPF e RG utilizados para pedido do benefício emergencial de R$ 600 concedidos pelo governo federal. A solicitação foi aprovada e entrou no cronograma de pagamentos a serem feitos pela Caixa, mas após publicação feita pelo UOL Esporte sobre o pedido em nome do jogador, a solicitação foi congelada e apresentava o status “em avaliação”.

O benefício criado pelo governo federal contempla trabalhadores informais, autônomos e MEIs atingidos pela crise provocada pela pandemia do coronavírus.

Procurados pelo UOL, os representantes do jogador disseram que desconheciam a existência da solicitação até serem contatados pela reportagem.

O sistema, que visa beneficiar pessoas de baixa renda afetadas economicamente pela pandemia, tem sido alvo de fraudes. O filho dos jornalistas Willian Bonner e Fátima Bernardes também teve seus dados utilizados para pedido do benefício. O empresário Luciano Hang, dono da rede varejista Havan, foi cadastrado e aprovado para recebimento do auxílio emergencial de R$ 600. Embora o cadastro de Hang ter sido aprovado, ele afirmou em post em rede social que não recebeu o benefício.

“Alguém me passou a perna, pegou o dinheiro e sumiu. kkkk É Fake News, pessoal. Realmente o cadastro foi feito, mas não recebi nada”.

Para ser elegível ao benefício é necessário ter uma renda mensal familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50), ou uma renda mensal total de até três salário mínimos (R$ 3.135). Já o craque Neymar, que chegou a ter o maior salário do futebol mundial ao assinar com o Paris Saint-Germain, recebe por mês, segundo o jornal L’Equipe, mais de 3 milhões de euros – em torno de 17 milhões de reais na cotação atual. Falta o Ministério da Cidadania, responsável pela gestão do auxílio emergencial, checar a real necessidade do craque ao benefício. 

Saiba mais sobre o auxílio emergencial:

Quem recuperar renda será obrigado a devolver auxílio de R$ 600. Entenda

Caixa: filtrar classe social no auxílio-emergencial não é papel do banco

Bolsonaro fala em liberar mais parcelas do auxílio emergencial a informais

Cinco aberrações do pagamento do auxílio-emergencial de R$ 600

Auxílio emergencial: TCU aponta irregularidade no pagamento a 8,1 milhões

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.