Ministros da Eurozona debatem desequilíbrios da economia

Na reunião, eles devem aprovar a liberação de parcelas dos resgates ao Chipre e Grécia

Bruxelas - Os ministros das Finanças da Eurozona examinarão nesta segunda-feira os desequilíbrios da economia da Espanha e da Eslovênia, em uma reunião que deve aprovar a liberação de parcelas dos resgates ao Chipre e Grécia.

A ideia é avaliar os planos de reformas dos dois países para "reduzir os desequilíbrios excessivos de forma significativa", destacou uma fonte europeia. Mas nenhuma decisão será tomada até que a Comissão Europeia (CE) conclua a análise sobre o programa de reformas do governo espanhol.

A data chave é 29 de maio, quando o Executivo comunitário pretende divulgar as recomendações aos países da zona do euro.

Em um relatório sobre 13 dos 27 países da União Europeia (UE), a CE advertiu que Espanha e Eslovênia apresentam "desequilíbrios excessivos" que devem ser corrigidos.

Também nesta segunda-feira, os ministros europeus das Finanças pretendem aprovar os desembolsos das próximas duas parcelas do resgate da Grécia (4,2 bilhões de euros este mês e 3,3 bilhões em junho).

Também decidirão sobre o pagamento da primeira parcela de três bilhões para o Chipre, depois do polêmico resgate decidido a este pequeno país.

O ministro das Finanças da Itália, Fabrizio Saccomanni, deve apresentar aos colegas europeus o programa de ajustes, especialmente depois que o novo primeiro-ministro, Enrico Letta, anunciou a eliminação de seis bilhões de euros em aumentos de impostos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também