Ministro diz que políticas não visam enfraquecer iene

"Lançamos políticas voltadas a deter a deflação. Como resultado, o preço das ações subiu e o iene se enfraqueceu", disse o ministro das Finanças japonês

Tóqui - O ministro das Finanças do Japão, Taro Aso, afirmou neste domingo que não é objetivo do país enfraquecer o iene e que as políticas adotadas são puramente voltadas a combater a deflação, eliminando preocupações de estrangeiros sobre guerras cambiais antes da reunião do G20, em Moscou.

Os pedidos do premiê japonês, Shinzo Abe, por uma ação agressiva do banco central do Japão, que resultou em queda do iene, elevou temores na Europa de que poderia contribuir para uma "guerra cambial", ao passo que outros bancos centrais adotam medidas similares.

"Lançamos políticas voltadas a deter a deflação. Como resultado, o preço das ações subiu e o iene se enfraqueceu", disse Aso ao canal NHK neste domingo. "(O enfraquecimento do iene) não é o objetivo, o objetivo é combater a deflação".

O Japão pode ter de defender suas medidas na reunião do G20 em 15 e 16 de fevereiro, para conter as críticas sobre seu plano de recuperar a economia do país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.