México revoga multa de US$ 920 milhões de empresa de Slim

A empresa de telefonia celular Telcel, do bilionário mexicano Carlos Slim, era acusada de monopólio no país

México - A multa de 11,989 bilhões de pesos (920 milhões de dólares) imposta ano passado à empresa de telefonia celular Telcel, do bilionário mexicano Carlos Slim, por práticas de monopólio no México foi revogada pela Comissão Federal de Concorrência (CFC), informou a companhia.

A América Móvil, da qual a Telcel é subsidiária, "foi notificada de uma resolução emitida pela Comissão Federal de Concorrência, pela qual revoga e deixa sem efeitos a multa de 11,989 bilhões de pesos pela suposta prática de monopólio", afirma um comunicado.

O anúncio foi feito pela Telcel em um comunicado enviado à Bolsa Mexicana de Valores dirigido a seus acionistas, apesar da CFC, que tomou a decisão na segunda-feira mas ainda não a revelou oficialmente.

A empresa de Slim, considerado o homem mais rico do mundo pela revsita Forbes, havia apelado da punição, a maior da história do orgão regulador mexicano.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.