Produto agropecuários e alimentos elevam inflação no atacado

O principal impacto veio do subgrupo alimentos in natura, cujos preços caíram 3,26% em setembro, menos do que a queda de 6,35% no mês anterior.

Rio de Janeiro - Os preços de matérias-primas agropecuários e de alimentos in natura aceleraram na passagem de agosto para setembro, o que levou a inflação no atacado a ganhar força neste mês.

Por outro lado, os aumentos de soja e milho perderam força, o que impediu um avanço ainda maior do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que subiu 0,82%.

Entre os bens finais (-0,58% para 0,10%), o principal impacto veio do subgrupo alimentos in natura, cujos preços caíram 3,26% em setembro, menos do que a queda de 6,35% no mês anterior.

Já nos bens intermediários (0,70% para 0,94%), três dos cinco subgrupos apresentaram aceleração, com destaque para materiais e componentes para a manufatura (0,80% para 1,21%).

O índice do grupo matérias-primas brutas subiu 1,56%, contra avanço de 0,66% em agosto. Contribuíram para a aceleração do grupo os itens bovinos (-2,74% para -0,93%), café (em grão) (1,16% para 6,70%) e cana-de-açúcar (-1,61% para 0,09%).

Em sentido inverso, destacaram-se os itens soja em grão (6,79% para 4,37%), milho em grão (5,07% para 2,24%) e minério de alumínio (3,35% para 1,90%).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também