Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Lucro de 312 empresas cai pela metade no 2º tri, diz Economatica

O lucro de 312 empresas de capital aberto no segundo trimestre do ano totalizou R$ 21,50 bilhões, uma queda de 51% ante igual intervalo de 2016

Modo escuro

Continua após a publicidade
Siderurgia: foi o setor com maior crescimento nominal de lucratividade entre o segundo trimestre de 2016 e 2017 (China Daily/Reuters)

Siderurgia: foi o setor com maior crescimento nominal de lucratividade entre o segundo trimestre de 2016 e 2017 (China Daily/Reuters)

M
Márcio Rodrigues, de Estadão Conteúdo

Publicado em 16 de agosto de 2017 às, 14h17.

São Paulo - O lucro de 312 empresas de capital aberto no segundo trimestre do ano totalizou R$ 21,50 bilhões, uma queda de 51% ante igual intervalo de 2016, quando os ganhos totalizaram R$ 43,9 bilhões, de acordo com levantamento da Economática. A consultoria também trouxe cálculos em que excluiu os resultados de Eletrobras, Vale e Oi, uma vez que, argumenta, a grande variação do lucro dessas companhias no período distorce o estudo geral.

Nesse caso, levando-se em consideração os dados de 309 empresas, o lucro acumulado no segundo semestre foi de R$ 24,4 bilhões, valor 13,2% inferior que o do mesmo período de 2016, quando as mesmas companhias lucraram R$ 28,1 bilhões.

O setor com maior lucro acumulado no segundo trimestre de 2017, com 23 instituições, é o de bancos: os ganhos somados atingiram R$ 16 bilhões, crescimento de R$ 851 milhões ou 5,6%.

Seis setores tiveram prejuízo consolidado no segundo trimestre de 2017. O setor de Construção, com 21 empresas, registra R$ 1,56 bilhão de perdas. Já o segmento de Transportes e Serviços acumulou prejuízo de R$ 654,4 milhões, o segundo maior em prejuízo nominal.

Dos 25 setores avaliados, 12 têm queda de lucratividade no segundo trimestre de 2017 com relação ao mesmo período de 2016. O de Papel e Celulose, com cinco empresas, é o que tem a maior queda: no segundo trimestre de 2016, o setor registrou lucro de R$ 2,94 bilhões, contra prejuízo de R$ 399,8 milhões no mesmo período de 2017.

O setor com maior crescimento nominal de lucratividade entre o segundo trimestre de 2016 e 2017 é o de Siderurgia. Com 18 empresas, registrou lucro de R$ 107,4 milhões de abril a junho, contra prejuízo de R$ 792,3 milhões em igual intervalo de 2016.

Últimas Notícias

Ver mais
Em votação simbólica, Senado aprova tributação de fundos exclusivos e texto vai para sanção

Economia

Em votação simbólica, Senado aprova tributação de fundos exclusivos e texto vai para sanção

Há 7 horas

Governo reduz teto de juros para consignado de servidores e aposentados de 2,05% para 1,80% ao mês

Economia

Governo reduz teto de juros para consignado de servidores e aposentados de 2,05% para 1,80% ao mês

Há 8 horas

Dívida Pública Federal sobe 1,58% em outubro para R$ 6,172 trilhões

Economia

Dívida Pública Federal sobe 1,58% em outubro para R$ 6,172 trilhões

Há 8 horas

Taxação da Shein, Shopee e AliExpress: imposto de compras internacionais de até US$ 50 vai voltar?

Economia

Taxação da Shein, Shopee e AliExpress: imposto de compras internacionais de até US$ 50 vai voltar?

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Veículo de luxo financiado? Entenda por que essa pode ser uma boa opção

Veículo de luxo financiado? Entenda por que essa pode ser uma boa opção

Mercado Livre de Energia inaugura uma nova era para as PMEs

Mercado Livre de Energia inaugura uma nova era para as PMEs

O que as lideranças devem ter no radar para 2024, segundo o CEO da Falconi

O que as lideranças devem ter no radar para 2024, segundo o CEO da Falconi

Feirão oferece taxas a partir de 1,18% na compra de veículos
Minhas Finanças

Feirão oferece taxas a partir de 1,18% na compra de veículos

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais