Economia
Acompanhe:

Janet Yellen anuncia novas medidas para garantir o cumprimento de teto da dívida dos EUA

A secretária reitera que as medidas extraordinárias devem ser suficientes pelo menos até 5 de junho deste ano

 (Andrew Harrer/Bloomberg)

(Andrew Harrer/Bloomberg)

E
Estadão Conteúdo

24 de janeiro de 2023, 17h36

A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, enviou nesta terça-feira, 24, uma nova carta a lideranças do Congresso americano em que anuncia medidas adicionais para garantir o cumprimento do teto da dívida, que estava previsto para ser alcançado na semana passada.

No documento, Yellen informa que deixará de investir integralmente o Fundo de Investimento em Títulos do Governo do Thrift Savings Fund, parte do sistema de aposentadorias de funcionários públicos, em papéis federais com juros.

A secretária reitera que as medidas extraordinárias devem ser suficientes pelo menos até 5 de junho deste ano. "Exorto respeitosamente o Congresso a agir prontamente para proteger a plena fé e o crédito dos Estados Unidos", insta.

Pela legislação americana, o teto da dívida pública precisa ser elevado periodicamente pelo Congresso para que o governo consiga cumprir as obrigações financeiras.

Com o controle da Câmara dos Deputados, a oposição republicana ameaça não aumentar o limite se a Casa Branca se recusar a fazer concessões em sua agenda econômica, com corte de gastos.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

LEIA TAMBÉM: