Inflação na zona do euro fica estável em 2,7% em janeiro

Embora a leitura tenha sido apenas a primeira estimativa da agência de estatísticas Eurostat, economistas veem a inflação desacelerando nos próximos meses

Bruxelas - A inflação ao consumidor da zona do euro foi de 2,7 por cento pelo segundo mês seguido em janeiro, conforme dados divulgados nesta quarta-feira, permanecendo fora da máxima de 2011 e reforçando apostas de que o Banco Central Europeu (BCE) cortará a taxa básica de juro para estimular a economia.

A inflação nos 17 países do euro ficou em linha com as expectativas de economistas ouvidos pela Reuters e estável em relação a dezembro, com o elevado desemprego pressionando o gasto do consumidor e fazendo as empresas congelarem ou reduzirem os preços.

Embora a leitura tenha sido apenas a primeira estimativa da agência de estatísticas Eurostat, economistas veem a inflação desacelerando nos próximos meses, enquanto muitas nações da zona do euro entram em uma breve recessão.

Com o cenário benigno de inflação, os economistas também esperam que o BCE leve os juros para menos de 1 por cento pela primeira vez na história nos próximos meses, talvez até na próxima reunião do banco, em 9 de fevereiro.

A inflação ainda está acima da meta de uma taxa pouco abaixo de 2 por cento, que o BCE julga ser adequada para a estabilidade dos preços e uma economia saudável.

Mas dados completos da inflação em dezembro mostraram que, excluindo os preços voláteis de energia, o núcleo da inflação foi de 1,9 por cento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.