Inflação de famílias com renda até 5 salários fica em 6,23%

taxa é superior à observada pelo INPC em 2013 (5,56%), mas inferior à taxa de inflação oficial de 2014, que ficou em 6,41%

	INPC: alimentos tiveram o maior impacto no INPC, com uma inflação de 7,8%
 (Marcos Santos/USP Imagens)
INPC: alimentos tiveram o maior impacto no INPC, com uma inflação de 7,8% (Marcos Santos/USP Imagens)
V
Vitor AbdalaPublicado em 09/01/2015 às 08:58.

Rio de Janeiro - O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para famílias com renda até cinco salários mínimos, ficou em 6,23% em 2014.

A taxa é superior à observada pelo INPC em 2013 (5,56%), mas inferior à taxa de inflação oficial de 2014, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que ficou em 6,41%.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os alimentos tiveram o maior impacto no INPC, com uma inflação de 7,8%, seguidos pelo grupo de despesas habitação, com alta de preços de 8,82%.

Entre as capitais, as maiores inflações foram observadas no Rio de Janeiro (7,62%) e em Goiânia (7,47%). Já a menor taxa do INPC ficou com São Paulo (5,48%).

Considerando-se apenas o mês de dezembro, a variação do INPC foi 0,62%, acima do resultado de novembro de 2014 (0,53%), mas abaixo da taxa de dezembro de 2013 (0,72%).

Veja Também

Gustavo Franco: Reta final
Invest Opina
Há 18 horas • 5 min de leitura

Gustavo Franco: Reta final