Índice de intenção de investimentos na indústria avança 3,6%

Mesmo assim, o índice atingiu os 86,0 pontos, o segundo menor nível da série histórica, iniciada no terceiro trimestre de 2012

Rio de Janeiro - O indicador de intenção de investimentos na indústria avançou 3,6% no terceiro trimestre de 2015 em relação ao segundo trimestre deste ano, informou nesta quarta-feira, 10, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Ainda assim, o índice atingiu os 86,0 pontos, o segundo menor nível da série histórica, iniciada no terceiro trimestre de 2012. Em relação ao terceiro trimestre de 2014, o indicador recuou 19,6%.

Por estar abaixo dos 100 pontos, o indicador sinaliza que o número de empresas industriais que pretendem reduzir investimentos nos próximos 12 meses (33%) é maior do que a parcela das que planejam elevar os aportes (19%) nesse horizonte.

O pior momento, porém, ocorreu entre abril e junho deste ano, quando essas fatias eram de 35% e 18%, respectivamente.

"A alta do indicador na margem é discreta se comparada à queda observada nos seis trimestres anteriores. Caso esta tendência de alta seja confirmada no próximo trimestre, o resultado estaria sinalizando uma diminuição da magnitude das taxas negativas daqui por diante.

No segundo trimestre de 2015, a Formação Bruta de Capital Fixo, das Contas Nacionais, recuou 12,3% frente ao mesmo trimestre do ano anterior", destacou o superintendente adjunto de Ciclos Econômicos da FGV, Aloisio Campelo.

A divulgação de um indicador de intenção de investimentos na indústria é uma novidade em relação aos relatórios anteriores produzidos pela FGV.

Até o segundo trimestre deste ano, a instituição anunciava apenas as parcelas de quem pretendia investir mais ou menos, além de fazer um balanço dos aportes nos 12 meses anteriores ao período de referência.

A Sondagem de Investimentos é um levantamento estatístico trimestral que fornece sinalizações sobre o rumo dos investimentos produtivos no setor industrial para os próximos 12 meses. Foram coletadas informações de 868 empresas entre os dias 01 de julho e 31 de agosto.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.