Guerra na Ucrânia deve reduzir produção global em US$ 1,5 trilhão

Projeção do instituto de pesquisa britânico NIESR espera perda de 1% do PIB mundial
 (YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images)
(YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 11/05/2022 12:36 | Última atualização em 11/05/2022 12:36Tempo de Leitura: 1 min de leitura

A produção econômica global deverá ser cerca de US$ 1,5 trilhão menor no fim de 2022 como resultado da invasão da Ucrânia pela Rússia, segundo projeção do instituto de pesquisa britânico NIESR, que representa uma perda de 1% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial.

Em seu primeiro relatório sobre a perspectiva econômica global desde o início da guerra, no fim de fevereiro, o NIESR diz que a atividade mundial será prejudicada pela alta dos preços de energia e de alimentos provocada pelo conflito, assim como pela queda na confiança dos consumidores e empresas.

VEJA TAMBÉM: Ucrânia suspende parte de operações de gasoduto e preço explode

O NIESR prevê agora que a economia global crescerá 3,3% este ano. Em janeiro, sua expectativa era de alta de 4,2% do PIB mundial. Para 2023, o instituto cortou sua projeção de 3,5% para 3,2%.

Fora da Rússia, Ucrânia e alguns países vizinhos, a zona do euro deverá ser mais penalizada pelos efeitos da guerra.

Embora tenha reiterado sua projeção para a alta do PIB dos EUA este ano em 3,5%, o NIESR cortou a previsão para o crescimento do bloco, de 3,8% para 3%.