Governo libera R$ 163,5 milhões do Orçamento a nove ministérios

As pastas beneficiadas são Agricultura, Educação, Justiça, Desenvolvimento Regional, Ciência, Saúde, Infraestrutura, Cidadania e Direitos Humanos

São Paulo — O governo Bolsonaro liberou R$ 163,5 milhões do Orçamento a nove ministérios.

A informação foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (30) por meio de duas leis sancionadas pelo presidente (13.972 e 13.973).

As pastas beneficiadas são Agricultura, Educação, Justiça, Desenvolvimento Regional, Ciência e Tecnologia, Saúde, Infraestrutura, Cidadania e Direitos Humanos.

O motivo da liberação é descrito nos documentos como sendo "anulação de dotações orçamentárias, relativas a emendas individuais e de bancada estadual".

É comum que, ao longo do ano, o Executivo congele ou libere verbas para os ministérios. Tradicionalmente, o valor de repasses previsto num primeiro momento é menor do que aquele que será executado de fato. Desta forma, o Executivo pode ter de fazer seus ajustes orçamentários ao final do período.

Esse movimento é feito de olho na meta fiscal imposta para o ano que, em 2019, é de um rombo de R$ 139 bilhões, o sexto resultado negativo anual consecutivo. Para 2020, a previsão de déficit ficou em R$ 124,1 bilhões.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.