Governador de NY propõe férias coletivas para funcionários estatais

Nova York - O governador de Nova York, David Paterson, propôs a cerca de 100.000 funcionários estatais que fiquem em casa um dia por semana - sem pagamento - para tentar reequilibrar as finanças do estado, afetado por um pesado déficit.

Paterson, que não teve até o momento êxito em fazer votar um orçamento equilibrado por um legislativo estatal muito dividido, propôs que a maioria dos funcionários do executivo sejam colocados em desemprego técnico um dia por semana enquanto não for adotado o orçamento 2010-2011, ao qual faltam 9 bilhões de dólares para conseguir se equilibrar.

"O Estado padece uma crise fiscal e uma crise de liquidez inédita e sou obrigado a tomar medidas difíceis como esta para retomar o caminho da recuperacão", explicou Paterson.

Sua proposta, que pode entrar em vigor a partir de 10 de maio, diz respeito a todos os funcionários estatais, menos os que trabalham na saúde e segurança.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.