Economia

Gasolina fica mais barata em 21 estados; veja valores

Os dados são do levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)

Gasolina: combustível registra aumento de preço no mundo (Leandro Fonseca/Exame)

Gasolina: combustível registra aumento de preço no mundo (Leandro Fonseca/Exame)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 29 de julho de 2023 às 15h58.

Última atualização em 29 de julho de 2023 às 22h14.

Os preços da gasolina e do diesel nos postos de combustíveis do Brasil ficaram praticamente estáveis na semana de 23 a 29 de julho, registrando uma leve queda em relação à semana anterior, mostrou o levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Qual o preço da gasolina hoje?

O preço médio da gasolina, combustível cujo o preço registra aumento no mundo, registrou queda de 0,5% nos postos brasileiros, para R$ 5,55 o litro. O valor mais alto atingiu R$ 7,30, na região Norte, e o mais baixo ficou em R$ 4,58 na região Sudeste.

Preço da gasolina em São Paulo chega a R$ 5,37

A pesquisa mostra que o preço médio da gasolina caiu de R$ 5,39 para R$ 5,37. Na última semana, o valor mais alto no estado foi de R$ 7,29 e o menor foi de R$ 4,58.

Preço da gasolina por estados

Preço do diesel

O diesel registrou uma ligeira queda, de 0,2%, com preço médio de R$ 4,98 o litro, sendo o valor mais alto encontrado de R$ 7,99 na região Sudeste e o mais baixo no Centro-Oeste, a R$ 4,40 por litro.

Preço do gás de cozinha

Já o preço médio do gás de cozinha ainda não conseguiu ceder do patamar de R$ 100, registrando R$ 101,63 na semana que termina neste sábado, 29. Na região Norte o preço chegou a R$ 150,00 o botijão, enquanto no Sudeste foi encontrado o preço mais baixo, de R$ 69,99 o botijão.

Por que a gasolina está mais barata?

Desde que deixou de praticar a política de paridade de importação (PPI), em maio, a Petrobras não tem a obrigação de seguir os preços dos seus concorrentes - importadores e outras refinarias -, como costuma dizer o presidente da companhia, Jean Paul Prates.

A nova estratégia comercial da empresa tem como objetivo recuperar o mercado perdido pela gestão anterior, levando em conta a posição de petroleira integrada da estatal, ou seja, que produz o petróleo que refina.

Os preços externos dos combustíveis vêm subindo nas últimas semanas, impulsionados pelo petróleo, que se firmou no patamar dos US$ 80 o barril. As refinarias privadas do País reajustaram os preços esta semana, com destaque para Acelen, na Bahia, única relevante no mercado, que subiu o preço duas vezes, em 25 e 27 de julho. Apesar disso, a refinaria Clara Camarão, da 3R, no Rio Grande do Norte, tem a gasolina mais cara do País, informou na sexta-feira o Observatório Social do Petróleo (OSP).

Se levado em conta os preços externos, a defasagem da Petrobras já ultrapassa os 20%, enquanto a Acelen está com os preços apenas 6% abaixo do praticado no Golfo do México, região usada como parâmetro pelos importadores para aproveitar janelas favoráveis. Quanto maior é a defasagem negativa, menos chances se abrem para a importação.

Calculo Gasolina x Etanol: como saber qual compensa mais

qual é a opção mais vantajosa basta um cálculo simples. O motorista deve dividir o preço do litro do álcool pelo preço do litro da gasolina. Se o resultado for menor do que 0,7, o álcool é mais vantajoso. Se for maior do que 0,7, a gasolina é a melhor opção.

Vale lembrar, no entanto, que esse cálculo não leva em consideração o consumo, que varia entre os veículos. Há modelos que costumam demandar muito mais álcool para rodar do que gasolina – geralmente os mais potentes. 

Leia também:

Acompanhe tudo sobre:Gasolinapostos-de-gasolinaCombustíveis

Mais de Economia

SP vai liderar o setor de Data Center e já conseguimos R$ 50 bi em investimento, diz secretário

Petrobras anuncia aumento de preço da gasolina e gás de cozinha

Boletim Focus: mercado volta a subir projeção da inflação de 2024 e 2025

Plano Real, 30 anos: Como a inflação no Brasil passou de 1000%? Veja 1º episódio da série da EXAME

Mais na Exame