Gasolina da Petrobras sobe 3% em semana de reajustes diários

Política de reajustes dos combustíveis em linha com o mercado internacional e o câmbio foi instituída em outubro de 2016

São Paulo - O preço da gasolina praticado pela Petrobras nas refinarias acumulou alta de 3 por cento nesta semana, com reajustes realizados todos os dias, em contraste com uma menor volatilidade observada nos últimos pouco mais de dois meses.

O ganho semanal se segue a uma apreciação do dólar ante o real, um dos parâmetros usados pela empresa em sua política de formação de preços dos combustíveis.

A alta semanal ocorre apesar uma redução no preço anunciada para sábado, de 1,13 por cento, para 1,9586 real por litro --a cotação do diesel segue congelada graças a uma subvenção econômica oferecida pelo governo.

Há uma semana, a Reuters noticiou que a estatal havia reduzido o ritmo de reajustes após os protestos de caminhoneiros e a saída de Pedro Parente do comando da companhia, em uma nova dinâmica que gerou dúvidas entre especialistas.

A política de reajustes dos combustíveis em linha com o mercado internacional e o câmbio, dentre outros fatores, foi instituída pela Petrobras em outubro de 2016, sendo que a partir de julho de 2017 passou a contar com oscilações praticamente diárias nos valores de diesel e gasolina.

Na semana passada, por ocasião da publicação da reportagem da Reuters, a estatal reiterou que a política de preços permanecia inalterada.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.