Economia
Acompanhe:

Preço de gás de cozinha dispara e botijão já é vendido a R$ 160

Levantamento foi divulgado nesta sexta-feira pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)

Na média, o preço do gás de cozinha ficou em R$ 112,54, aumento de 9,8% em relação há uma semana. (Pedro Ventura/agencia brasilia/Divulgação)

Na média, o preço do gás de cozinha ficou em R$ 112,54, aumento de 9,8% em relação há uma semana. (Pedro Ventura/agencia brasilia/Divulgação)

E
Estadão Conteúdo

19 de março de 2022, 08h11

O gás de cozinha atingiu R$ 160,00 em Mato Grosso, na cidade de Sinop na semana de 13 a 19 de março, sinalizando alta de 14,3% em relação à semana anterior, quando era negociado a R$ 140,00, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A alta segue um reajuste de 16% aplicado pela Petrobras no último dia 11, quando também elevou o diesel em 24,9% e a gasolina em 18,7%, após quase dois meses sem reajuste.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

Na média, o preço do gás de cozinha ficou em R$ 112,54, aumento de 9,8% em relação há uma semana.

Com o aumento, o preço do diesel esta semana chegou perto dos R$ 8 em Ilhéus, Bahia, encontrado a R$ 7,980 o litro pela ANP. Na média, o preço do combustível ficou em R$ 6,654 o litro, alta de 14,4% comparado com a semana anterior.

Já a gasolina registrou preço médio de R$ 7,267 o litro, alta de 8,7% contra a semana passada. O preço mais alto foi encontrado pela ANP a R$ 8,399 o litro em Três Rios, Rio de Janeiro, e o mais baixo, R$ 5,899, o litro em Araras, São Paulo.