França considera carta grega um avanço que permite dialogar

O político explicou que a carta que Atenas enviou de manhã ao Eurogrupo "é equilibrada, positiva, dá mostras de um avanço"

Paris - O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, afirmou que a carta que o governo da Grécia enviou nesta quarta-feira para solicitar um programa de ajuda a seus parceiros europeus é "um avanço" que permite o diálogo, e ressaltou sua postura contrária à saída dos gregos da zona do euro.

"Queremos que a Grécia continue (a adotar a moeda), e a França fará todo o possível para conseguí-lo", ressaltou Valls em um debate sobre a crise grega na Assembleia Nacional francesa.

O político explicou que a carta que Atenas enviou de manhã ao Eurogrupo (fórum informal de ministros de Economia e Finanças da zona do euro) para pedir um novo programa de ajuda "é equilibrada, positiva, dá mostras de um avanço. É uma etapa importante que permite dialogar".

O chefe do governo francês, em mensagem indiretamente dirigida aos países que resistem a reestruturar a dívida grega, afirmou que "não pode haver temas tabu" e que é preciso "uma trajetória sustentável da dívida para os próximos anos", embora não tenha falado em perdão.

Valls insistiu que, se não houver um acordo, "os riscos são muito sérios" e que uma saída da Grécia da moeda única representaria para esse país o afundamento das receitas, a escalada dos preços ou desordens sociais "que não podemos prever".

"Fragilizar a Grécia é nos fragilizarmos coletivamente", acrescentou, antes de homenagear o papel que tem nesta crise (o presidente francês) François Hollande, assim como a cooperação franco-alemã, simbolizada na reunião na última segunda-feira em Paris entre o presidente francês com a chanceler alemã, Angela Merkel, que segundo ele foi "essencial para lançar uma dinâmica".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.