FMI quer detalhes de planos da Argentina antes de discutir dívida

Novo presidente da Argentina tem afirmado que condições atuais de pagamento da dívida argentina precisam ser mudadas

Washington — O Fundo Monetário Internacional (FMI) compartilha o objetivo do novo governo da Argentina de reduzir a pobreza e promover o crescimento sustentável, mas precisa de detalhes sobre seus planos econômicos antes de discutir qualquer reestruturação da dívida, disse um porta-voz do fundo nesta quinta-feira.

"É importante não ficarmos à frente de nós mesmos... estamos em um estágio muito inicial", disse o porta-voz do FMI Gerry Rice a repórteres em uma entrevista regular à imprensa. "O novo governo está apenas assumindo sua posição. O importante é ouvir as autoridades argentinas sobre suas prioridades, seus planos."

Rice disse que não tinha conhecimento de nenhum plano para uma reunião da diretoria do FMI a fim de discutir condições econômicas na Argentina, a terceira maior economia da América Latina, antes do final do ano.

O presidente Alberto Fernández disse, em discurso de posse, que a Argentina está em “default virtual” e o pagamento de sua dívida não poderá se sustentar “se o país não cresce”.

O presidente peronista de centro-esquerda disse que impulsionará o mercado doméstico para reverter “o atraso social e produtivo” da Argentina, que atravessa uma severa crise econômica.

Fernández disse também que pretende desenvolver o Mercosul e que buscará uma “agenda ambiciosa” com o Brasil, que vá além das diferenças entre os mandatários dos dois países.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.