FGV: IPC-S sobe 0,07% em agosto após 0,17% em julho

Com o resultado, o índice acumula avanço de 3,25% no ano e perdeu intensidade na avaliação em 12 meses

O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) subiu 0,07% em agosto, dando continuidade ao movimento de desaceleração após as altas de 0,17% em julho e 1,19% em junho, conforme a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com o resultado, o IPC-S acumula avanço de 3,25% no ano e perdeu intensidade na avaliação em 12 meses, atingindo 4,15% em agosto após 4,22% na medição de julho.

O resultado mensal do IPC-S ficou ligeiramente acima da mediana de 0,06% obtida em pesquisa do Projeções Broadcast com instituições do mercado e dentro do intervalo que ia de queda de 0,01% a alta de 0,10%.

Na comparação com a terceira quadrissemana de agosto também houve arrefecimento do indicador, já que a taxa de variação naquela leitura havia sido de 0,10%.

No período, três das oito classes de despesas registraram decréscimo: Habitação (de 0,49% para 0,25%), Transportes (de -0 15% para -0,35%) e Comunicação (de 0,17% para -0,13%). Por outro lado, houve avanços em Alimentação (de -0,09% para 0,06%), Educação, Leitura e Recreação (de -0,17% para 0,15%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,29% para 0,39%), Despesas Diversas (de 0 44% para 0,68%) e Vestuário (de -0,49% para -0,47%).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.