Famílias de renda mais baixa têm inflação maior que oficial

A taxa é inferior à observada em julho deste ano (0,58%), mas superior à registrada pelo IPCA em agosto deste ano

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para famílias com renda até cinco salários mínimos, ficou em 0,25% em agosto deste ano.

A taxa é inferior à observada em julho deste ano (0,58%), mas superior à registrada pelo IPCA em agosto deste ano – índice que mede a inflação oficial para todas as faixas de renda e que ficou em 0,22%.

O INPC acumula taxas de 7,69% no ano e 9,88% em 12 meses. Em ambos os casos, o INPC está acima do IPCA, que acumula 7,06% no ano e 9,53% em 12 meses.

Segundo os dados do INPC, os produtos alimentícios tiveram queda de preços de 0,04% em agosto deste ano. Em julho, esses itens registraram inflação de 0,56%. Já os não alimentícios tiveram inflação de 0,38%, ou seja: um aumento de preços mais moderado do que em julho (0,59%).

A taxa do INPC mais alta foi registrado em Curitiba (0,56%). Já o Rio de Janeiro teve a menor taxa (0,06%).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.