Epidemia de gripe aviária já atingiu 35 países desde 2014

Nos EUA, mais de 33 milhões de aves tiveram que ser classificadas desde dezembro do ano passado, o que já ameaça a oferta

Paris - Um total de 35 países já foram atingidos desde o início do ano passado por surtos de gripe aviária que mataram dezenas de milhões de aves de corte, disse nesta terça-feira Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Produtores de aves e ovos dos Estados Unidos têm enfrentado uma epidemia recorde de gripe aviária, principalmente da cepa H5N2, que levou ao abate de mais de 33 milhões de aves desde dezembro do ano passado e que já ameaça a oferta.

Já a cepa H5N8, que é altamente patogênica e que assim como a H5N2 não foi encontrada em humanos, também foi relatada em alguns Estados dos EUA, segundo o governo.

A cepa H5N8 foi descoberta no início do ano passado na Coreia do Sul e na China, e chegando depois ao Japão.

"De lá, provavelmente a cepa espalhou-se com aves migratórias selvagens para Índia, Europa, Canadá e depois para os Estados Unidos", disse a OIE, com sede em Paris, em um comunicado.

Dados da OIE mostram que 28 países foram atingidos por surtos de gripe aviária dos tipos altamente patogênicos H5 e H7 desde o começo de 2015, ante 19 países afetados em 2014 e 14 países em 2013.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.