Encomendas à indústria da Alemanha têm grande queda

Encomendas ajustadas sazonalmente tiveram redução de 2,2% na comparação mensal, diminuindo no ritmo mais rápido desde novembro do ano passado

Berlim - As encomendas à indústria da Alemanha registraram em outubro a maior queda em quase um ano, depois de forte aumento no mês anterior, em meio ao enfraquecimento da demanda por bens de capital, mostraram dados do Ministério da Economia nesta sexta-feira.

As encomendas ajustadas sazonalmente tiveram redução de 2,2 por cento na comparação mensal, diminuindo no ritmo mais rápido do que em qualquer outro mês desde novembro do ano passado. A expectativa em pesquisa da Reuters era de redução de 0,6 por cento.

O ministério informou que a queda deveu-se unicamente pelo declínio de 5,2 por cento nas encomendas de bens de capital devido a grandes pedidos voláteis. As encomendas totais do exterior diminuíram 2,3 por cento e as domésticas, 2,0 por cento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.