Emprego industrial cai 0,4% em outubro ante setembro

Informação é da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário, divulgada pelo IBGE

Rio de Janeiro - O emprego industrial recuou 0,4% em outubro ante setembro, na série histórica livre de influências sazonais, segundo a Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes), divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, o índice de média móvel trimestral mostrou queda de 0,1% em outubro.

Na comparação com outubro de 2010, o emprego industrial recuou 0,3%. A variação acumulada em 2011 indica acréscimo de 1,3%. No acumulado dos 12 meses encerrados em outubro, o emprego industrial subiu 1,6%.

Conforme o levantamento, o número de horas pagas aos trabalhadores da indústria, já descontadas as influências sazonais, recuou 0,9% em outubro ante setembro. Foi a segunda taxa negativa consecutiva, o que fez o número de horas pagar acumular uma perda de 1,7% em dois meses.

O índice de média móvel trimestral do indicador caiu 0,5% no trimestre encerrado em outubro, dando prosseguimento à trajetória descendente iniciada em abril. Na comparação com outubro de 2010, houve recuo de 1,0% no número de horas pagas, também a segunda taxa negativa consecutiva e a menor desde dezembro de 2009, quando foi de -1,4%. No acumulado do ano, houve avanço de 0,9%. Em 12 meses, a alta é de 1,4%.

Já o valor da folha de pagamento real dos trabalhadores da indústria, ajustado sazonalmente, recuou 2,2% em outubro ante setembro. Com esses resultados, o índice de média móvel trimestral mostra queda de 0,3% no trimestre encerrado em outubro.

Em relação a outubro de 2010, o valor da folha de pagamento real avançou 1,4% - o 22º resultado positivo consecutivo nesse tipo de comparação. No acumulado do ano, o indicador teve alta de 4,6%. Em 12 meses, o avanço foi de 5,1%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.