Economia começa a voltar ao normal, diz Meirelles

O ministro disse que a política fiscal dá segurança com sinalização de longo prazo e exaltou a PEC do Teto

Rio - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta sexta-feira, 12, que o Brasil vive um momento de transformação importante, mas destacou que os efeitos da crise ainda são sentidos.

"O Brasil viveu a maior recessão da história. A duração e extensão foram maiores que a depressão de 1931 e os efeitos disso são muitos fortes", disse em almoço com empresários no Rio.

Ele destacou que o país viveu no ano passado uma situação inusitada, com recessão e inflação elevada.

Para o ministro, a economia está retomando o cenário de normalidade.

"A economia brasileira começa a voltar ao normal com política fiscal que dá segurança com sinalização de longo prazo. A grande vantagem da PEC do Teto, além do controle, é que dá um horizonte de longo prazo", afirmou.

Segundo o ministro, antes da PEC do teto, 80% do gasto estava definido na constituição, com trajetória crescente.

"A essência da volatilidade da economia brasileira era a questão fiscal. Na medida em que aprovamos o teto, há previsibilidade"

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.