É direito de todos ir para o Judiciário, diz ministro sobre liminar no RN

Justiça no estado concedeu liminar suspendendo o tabelamento do frete rodoviário a um produtor de sal e setor produtivo ameaça promover mais ações

Brasília - O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro, comentou nesta quinta-feira, 7, a liminar concedida pela Justiça no Rio Grande do Norte a um produtor de sal, suspendendo o tabelamento do frete rodoviário, e a ameaça do setor produtivo de promover uma "chuva" de ações.

"É direito de todo mundo ir para o Judiciário", disse o ministro ao jornal O Estado de S. Paulo. "O governo cumpriu com o acordo que fez com os caminhoneiros: editou a MP."

Ele frisou que a liminar atende apenas a um produtor. E informou que o governo vai recorrer da decisão. "O governo vai defender a medida que adotou junto às lideranças dos caminhoneiros", afirmou.

Segundo o ministro, o governo trabalha em correções na tabela de frete e uma nova versão será publicada ainda nesta quinta. "Estamos adequando a tabela, que vai ser publicada hoje, com alterações, para ter um bom atendimento tanto para o setor produtivo quanto para o setor de fretes", informou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.