Dia das Mães tende a ter vendas fracas, diz FecomercioSP

Na comparação com abril de 2015, quando o indicador registrou 20,5 pontos, o recuo foi de 30,3%

Rio de Janeiro – Um recuo na intenção de tomada de crédito por consumidores sinaliza tendência de vendas mais fracas para o Dia das Mães, especialmente em setores mais dependentes de financiamento como eletrônicos, eletrodomésticos e até vestuário e perfumaria, de acordo com a FecomercioSP, que representa os setores de comércio e serviços no Estado de São Paulo.

Segundo a entidade, o índice de intenção de financiamento atingiu 14,3 pontos em abril, queda de 7,9% na comparação com o mês anterior, o menor resultado da série histórica iniciada em junho de 2012.

Na comparação com abril de 2015, quando o indicador registrou 20,5 pontos, o recuo foi de 30,3%.

O índice de segurança de crédito, que mede a capacidade do consumidor de pagar dívidas, apresentou alta (3,2%) na comparação com março e atingiu 84,2 pontos. Já no comparativo anual, caiu 3%.

“Embora a propensão ao financiamento esteja no menor patamar de sua história (…) a proporção de consumidores endividados deverá continuar em crescimento, pois não há sinais de melhoria do cenário em curto prazo, já que a dificuldade das famílias para manter o orçamento equilibrado é crescente por causa dos preços altos e do aumento do desemprego”, afirmou a FecomercioSP.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.