Desemprego começará a cair no 2º semestre, diz Meirelles

Ministro citou melhora de indicadores como fatores que estão "dando base para a economia voltar a crescer"

Brasília - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a recessão ficou no passado e o Brasil já voltou a crescer.

"Estamos ainda vivendo os efeitos da recessão, o desemprego ainda está elevadíssimo e tem reação mais lenta, mas inevitavelmente começa a cair no segundo semestre", ponderou.

Durante cerimônia que marca o primeiro ano do governo Michel Temer, o ministro disse que já é possível ver os resultados do crescimento no primeiro trimestre.

Ele ressaltou que a queda da confiança levou à queda no emprego. "Isso foi revertido completamente", afirmou.

Meirelles citou medidas que foram aprovadas, como o projeto do teto de gastos, que deram previsibilidade para a economia. "É um projeto de longo prazo pela primeira vez no Brasil desde a aprovação da Constituição de 1988", completou.

O ministro listou ainda a melhora de indicadores como o risco Brasil, câmbio e a alta da bolsa. "Tudo isso está dando a base para a economia voltar a crescer", completou.

"O Brasil vive um governo de profunda transformação. Encontramos um País que viveu a maior recessão da história. Foi maior do que a depressão de 1939."

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.