Desemprego cai em novembro na região metropolitana de São Paulo

O contingente de desempregados foi calculado em 1,869 milhão de pessoas, 41 mil a menos do que no mês anterior

A taxa de desemprego na região metropolitana de São Paulo apresentou queda, ao passar de 17,2% em outubro para 16,8% em novembro. A informação é da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), feita todos os meses pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Fundação Seade) e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Segundo os dados, o contingente de desempregados foi calculado em 1,869 milhão de pessoas, 41 mil a menos do que no mês anterior. Esse número é decorrente da elevação do nível de ocupação, com a geração de 65 mil postos de trabalho (0,7%), e da População Economicamente Ativa (PEA), que registrou 24 mil pessoas entrando no mercado de trabalho, o que equivale a 0,2%.

Os dados mostram também que em novembro o nível de ocupação aumentou 0,7% e o contingente de ocupados foi estimado em 9,257 milhões de pessoas.

O resultado foi em função de aumentos de empregados nas áreas de Serviços (1,7%, ou geração de 94 mil postos de trabalho), da Indústria de Transformação (1,4%, ou 19 mil) e da Construção (0,6%, ou 4 mil), além da redução no Comércio e Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas (-2,1%, ou eliminação de 35 mil postos de trabalho).

A pesquisa mostrou ainda que o número de assalariados variou 0,4%. No setor privado, houve aumento do número de assalariados sem carteira assinada (4,6%) e caiu o número de assalariados com carteira assinada (-0,8%).

O contingente de ocupados autônomos aumentou 2,6%, assim como o de ocupados no agregado demais posições (0,6%). O nível de empregados domésticos caiu 0,8%.

De acordo com a PED, entre setembro e outubro, o rendimento médio real dos ocupados aumentou 1,7%, passando a equivaler a R$ 2.014,00, e dos assalariados aumentou 1,3%, valendo R$ 2.059,00.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.