Desembolsos do BNDES em 2016 caem 35%, para R$88,3 bi

Segundo o banco, as consultas sobre potenciais financiamentos recuaram 11% na mesma comparação, a 110,3 bilhões de reais

Rio de Janeiro – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou nesta terça-feira que os desembolsos de financiamentos concedidos pela instituição de fomento em 2016 caíram 35 por cento sobre um ano antes, para 88,3 bilhões de reais.

Segundo o banco, as consultas sobre potenciais financiamentos recuaram 11 por cento na mesma comparação, a 110,3 bilhões de reais.

“No ano passado, houve redução da demanda e o BNDES não é uma ilha”, está num contexto de 2 ou 3 anos ruins”, disse osuperintendente do BNDES, Fábio Giambiagi.

Segundo ele, o desembolso de 2016 é o menor desde 2007, quando o montante foi de 64,9 bilhões de reais. Além disso, foi a primeira vez desde 2008 que os desembolsos ficaram abaixo da marca de 100 bilhões de reais.

Considerando apenas dezembro, os desembolsos do BNDES somaram 11,8 bilhões de reais, ante 7,5 bilhões de reais em novembro e 6,8 bilhões de reais em outubro.

Giambiagi afirmou que o crescimento nos desembolsos de dezembro acima da média dos meses anteriores não indica um início de retomada da economia, mas que o banco tem um “otimismo moderado” sobre as perspectivas deste ano diante da queda dos juros e da inflação.

A previsão do BNDES para o Produto Interno Bruto (PIB) é de expansão de 0,5 a 1 por cento.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.