Déficit primário ficará entre R$60 bi e R$80 bi em 2019, diz Mansueto

O secretário do Tesouro afirmou que a dívida de 2019 terá um valor muito próximo ao do ano passado
Mansueto: déficit nominal deve ser de 6% do Produto Interno Bruto (PIB) ou "até menor", disse o secretário (Amanda Perobelli/Reuters)
Mansueto: déficit nominal deve ser de 6% do Produto Interno Bruto (PIB) ou "até menor", disse o secretário (Amanda Perobelli/Reuters)
R
ReutersPublicado em 05/12/2019 às 15:35.

Brasília — O secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, afirmou nesta quinta-feira que o déficit primário do governo ficará entre 60 e 80 bilhões de reais neste ano, com o déficit nominal na casa de 6% do Produto Interno Bruto (PIB) ou "até menor".

Falando em evento promovido pela XP em São Paulo, Mansueto avaliou que o Brasil fechará 2019 e começará o próximo ano com cenário melhor do que o governo esperava. Ele destacou ainda que tem ouvido do mercado perspectivas de crescimento do PIB para 2020 acima da casa de 2,3%, 2,4%.

"Todo mundo esperava que a gente fosse quebrar marca de 80% do PIB de endividamento (bruto). Possivelmente vamos terminar 2019 com dívida no valor muito próximo ao que foi ano passado", pontuou.