Inflação no Reino Unido sobe 10,1% em julho, maior nível em mais de 40 anos

Em junho, índice de preços ao consumidor subiu 9,4%
Consumidor no Reino Unido: CPI sobe 10,1% em julho, maior número em 40 anos (Anthony Devlin/Bloomberg/Getty Images)
Consumidor no Reino Unido: CPI sobe 10,1% em julho, maior número em 40 anos (Anthony Devlin/Bloomberg/Getty Images)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 17/08/2022 às 07:28.

Última atualização em 17/08/2022 às 08:26.

O Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS, na sigla em inglês) do Reino Unido anunciou nesta quarta-feira (17) que o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) estava 10,1% mais alto em julho do que na comparação com o mesmo mês ano anterior, ante 9,4% em junho.

Especialistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam avanço de 9,8%. Essa foi a taxa de inflação mais alta em mais de quatro décadas e o aumento mais rápido nos preços registrado em um dos países ricos do G-7 desde que a atual pressão inflacionária começou, no início de 2021.

Com relação ao mês anterior, os preços subiram 0,6%, acima da previsão de analistas de 0,4%. O núcleo do CPI avançou 6,2% na comparação, enquanto a expectativa era de uma alta de 6,0%.

É improvável que julho marque o pico da inflação no Reino Unido, já que os custos de energia doméstica devem aumentar acentuadamente quando o teto dos preços for levantado em outubro. O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) estima que isso poderia enviar a taxa anual de inflação para 13% no final do ano. Fonte: Dow Jones Newswires.

LEIA TAMBÉM:

Produção industrial do Reino Unido recua 0,9% em junho ante maio

Reino Unido aprova vacina da Moderna contra a variante ômicron

Reino Unido declara seca em partes da Inglaterra durante onda de calor