Contração da indústria da China mostra fraqueza da economia

Atividade do setor no país contraiu em janeiro pela primeira vez em seis meses

Pequim - A atividade do setor industrial da China contraiu em janeiro pela primeira vez em seis meses, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) preliminar nesta quinta-feira, indicando um início de ano fraco para a economia.

Pressionado pela demanda doméstica e de exportação mais fraca, o PMI preliminar do Markit/HSBC caiu para 49,6 em janeiro ante 50,5 em dezembro, abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração.

"Tal leitura destaca a deterioração do cenário de crescimento à medida que as autoridades estão apertando sua postura monetária, avançando com uma campanha de austeridade e retirando medidas de estímulo", disse Dariusz Kowalczyk, economista sênior e estrategista do Crédit Agricole CIB.

O PMI preliminar mostrou uma taxa mais rápida de redução nas novas encomendas de exportação e emprego em janeiro. O índice de novas encomendas atingiu 49,8, primeira contração em seis meses.

"A contração marginal no PMI preliminar de indústria da China deveu-se principalmente ao esfriamento das condições da demanda doméstica", disse Qu Hongbin, economista-chefe do HSBC.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.