Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Como Portugal virou o jogo, da recessão ao crescimento econômico

Em 2012, Portugal viu seu PIB encolher 4% e a taxa de desemprego passar de 17%, mas o país se recuperou e gerou empregos nos últimos anos

Modo escuro

Continua após a publicidade
Lisboa: em seis anos, Portugal reduziu o desemprego de mais de 17% para menos de 7% (Alexander Spatari/Getty Images)

Lisboa: em seis anos, Portugal reduziu o desemprego de mais de 17% para menos de 7% (Alexander Spatari/Getty Images)

J
José Roberto Mendonça de Barros e Wesley Paixão Bachiega, economistas da MB Associados

Publicado em 22 de abril de 2019 às, 05h56.

Última atualização em 22 de abril de 2019 às, 05h56.

A crise da dívida pública que assolou a Europa no final dos anos 2000 trouxe como consequências a adoção de medidas austeras pelos países europeus. Nesse sentido, Portugal, cuja dívida pública ultrapassava 90% do PIB em 2011 (gráfico abaixo), recebeu empréstimo de 78 bilhões de euros, divididos entre o Banco Central Europeu, a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional — conhecidos como “troika”. Como contrapartida, a troika exigiu dos portugueses políticas de austeridade.

Entre 2011 e 2014, o governo do então primeiro-ministro conservador, Pedro Passos Coelho, fez cortes drásticos nos gastos com saúde, educação e aposentadorias, aumentou os impostos, ampliou as horas de trabalho do setor público e congelou salários.

Como resultado dessa política, o déficit orçamentário de Portugal caiu de 11,2% do PIB, em 2010, para 7,1%, em 2014 (gráfico abaixo). A conta-corrente, por sua vez, foi superavitária, com a menor demanda doméstica e a indução das empresas para exportarem.

Em maio de 2014, Portugal terminou o pagamento a seus credores e a questão que se colocava era se o país manteria suas duras políticas. Quando Antonio Costa, do Partido Socialista, tomou posse como primeiro-ministro de Portugal em 2015, colocou-se um fim ao período de forte austeridade. Entre suas medidas, o corte de salários ao setor público foi revertido, bem como o tempo de trabalho, as férias e o aumento de impostos. Além disso, elevou o salário mínimo em 20% por 2 anos.

Na época, o déficit orçamentário atingia 4,3% do PIB, ainda acima dos 2,7% acordados com a União Europeia. Por isso, o bloco europeu quase multou Portugal, mas, em 2016, concedeu-lhe um adiamento por um ano para que o país cumprisse o acordo. Desde então, Portugal tem superado suas metas de déficit: no ano passado, atingiu 0,7% do PIB, o menor dos últimos 45 anos, e caminha para algo próximo de zero neste ano.

A dívida pública, que mesmo com as políticas austeras do governo anterior continuou a aumentar e atingiu 130,6% do PIB em 2014, ainda permanece alta, mas está em trajetória descendente. O desemprego, que em 2012 ultrapassou 17%, deixando mais de 40% das pessoas com menos de 25 anos desempregadas, registrou 6,6% em dezembro do ano passado. Por sua vez, os últimos cinco anos foram de crescimento para o PIB português. Os gráficos abaixo ilustram esse cenário.

Assim, o que se configurou foi a percepção de que a mudança de políticas adotadas pelo atual primeiro-ministro é a responsável pelo crescimento econômico de Portugal. É certo que o governo de Antonio Costa se beneficiou da austeridade anterior, bem como do melhor crescimento do mundo naquele momento. Mas o sucesso de uma política depende sempre da correta leitura do momento, e isso Antonio Costa mostrou.

Últimas Notícias

Ver mais
Fitch corta previsão de crescimento do Brasil em 2023 para 3,0%, mas eleva para 2024 a 1,5%

Economia

Fitch corta previsão de crescimento do Brasil em 2023 para 3,0%, mas eleva para 2024 a 1,5%

Há 10 horas

Fitch eleva previsões para PIB dos EUA e já não mais espera uma recessão em 2024

Economia

Fitch eleva previsões para PIB dos EUA e já não mais espera uma recessão em 2024

Há 10 horas

UE: Dombrovskis afirma que está confiante em acordo sobre novas regras fiscais ainda em 2023

Economia

UE: Dombrovskis afirma que está confiante em acordo sobre novas regras fiscais ainda em 2023

Há 10 horas

Redução do preço do diesel anunciada pela Petrobras chega às bombas; veja valor

Economia

Redução do preço do diesel anunciada pela Petrobras chega às bombas; veja valor

Há 12 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Lead Energy quer reduzir R$ 1 bi na conta de luz dos brasileiros até 2027

Lead Energy quer reduzir R$ 1 bi na conta de luz dos brasileiros até 2027

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

“A geração de energia caminha lado a lado com o desenvolvimento econômico”, diz Paulo Câmara

“A geração de energia caminha lado a lado com o desenvolvimento econômico”, diz Paulo Câmara

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais