China volta a comprar carne bovina do Brasil e exportações saltam

O país asiático representa hoje 41% das exportações brasileiras dos derivados do produto
 (Paulo Whitaker/Reuters)
(Paulo Whitaker/Reuters)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 29/03/2022 15:41 | Última atualização em 29/03/2022 15:41Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O Brasil registrou um aumento de 18,4% no volume e 59,5% na receita das vendas de carne bovina para a China no primeiro bimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2021, segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). O país asiático representa hoje 41% das exportações brasileiras dos derivados do produto.

A alta nas vendas acontece poucos meses após a suspensão das exportações de carne bovina para a China em setembro do ano passado, devido a dois casos atípicos do "mal da vaca louca".

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

O retorno só aconteceu na metade de dezembro.

Só em fevereiro, o Brasil exportou cerca de 182,3 mil toneladas de carnes e derivados, o que impulsionou um aumento de 77% na receita e 47% no volume em comparação com o mesmo mês no ano anterior.