China vai estimular investimento privado, diz premiê

O gabinete apresentou medidas detalhadas, incluindo a ampliação dos canais de financiamento para as empresas

Pequim - O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, prometeu adotar mais medidas para incentivar o investimento privado e reduzir os custos de empréstimo para as empresas, informou a rádio estatal nesta terça-feira.

O governo vai usar uma política fiscal proativa para impulsionar o investimento e continuar a promover parcerias público-privadas em projetos de investimento, disse Li.

O gabinete apresentou medidas detalhadas, incluindo a ampliação dos canais de financiamento para as empresas e o estabelecimento de novos fundos acionários para sustentar o investimento e o crescimento econômico.

A economia chinesa cresceu ligeiramente mais rápido do que o esperado no segundo trimestre, mas o crescimento do investimento privado encolheu para uma mínima recorde, sugerindo uma fraqueza futura que poderia pressionar o governo a adotar mais medidas de suporte.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.