Economia

China encontra covid-19 em frangos da Argentina e suspende frigoríficos

Autoridades chinesas também afirmaram que o novo coronavírus foi encontrado em uma leva de frangos importados do Brasil após testes

Galinhas: autoridades chinesas afirmaram que o novo coronavírus foi encontrado em uma leva de frangos importados do Brasil após testes (Zhao Yuguo/VCG/Getty Images)

Galinhas: autoridades chinesas afirmaram que o novo coronavírus foi encontrado em uma leva de frangos importados do Brasil após testes (Zhao Yuguo/VCG/Getty Images)

R

Reuters

Publicado em 13 de agosto de 2020 às 18h25.

Última atualização em 13 de agosto de 2020 às 20h08.

Sete frigoríficos da Argentina estão com suas exportações de carne para a China suspensas devido ao registro de casos de covid-19 entre funcionários, disse nesta quinta-feira uma fonte do departamento sanitário argentino Senasa, que acrescentou que é possível que três das unidades comecem a retomar os embarques ao país asiático nos próximos dias.

A China é a maior compradora de carne bovina da Argentina, sendo o destino de 75% do total de 845.900 toneladas exportadas pelo país sul-americano no ano passado.

No entanto, por causa da pandemia, os países concordaram que, caso fosse registrado um caso de covid-19 em uma fábrica argentina, esta interromperia os embarques e solicitaria sua suspensão da lista de empresas autorizadas a exportar para a China até que o Senasa e o país asiático liberassem a reintrodução.

"Há sete [estabelecimentos] temporariamente suspensos", disse à Reuters uma fonte do Senasa, que explicou que nos próximos dias três deles poderão voltar a ser incorporados pela China à lista de companhias autorizadas.

Segundo a fonte, desde o início da pandemia um total de 11 frigoríficos se autoexcluíram de exportar para a China após a detecção de casos de coronavírus, de um total de 96 estabelecimentos que integram a lista de empresas permitidas a enviar carnes e pescados à potência asiática.

Autoridades chinesas afirmaram que o novo coronavírus foi encontrado em uma leva de frangos importados do Brasil após testes. A carga foi importada para a cidade de Shenzhen, uma das mais importantes da China.

Segundo comunicado do governo chinês nesta quarta-feira, 12, o diagnóstico foi feito por meio de testes em uma amostra retirada do lote. Por ora, funcionários que entraram em contato com a carga brasileira que já foram testados tiveram resultado negativo para a covid-19.

Acompanhe tudo sobre:América do SulArgentinaCarnes e derivadosChina

Mais de Economia

Por que Países Baixos e Reino Unido devem perder milionários nos próximos anos?

STF prorroga até setembro prazo de suspensão da desoneração da folha

FGTS tem lucro de R$ 23,4 bi em 2023, maior valor da história

Haddad diz que ainda não apresentou proposta de bloqueio de gastos a Lula

Mais na Exame