China divulga diretrizes para reformas econômicas em 2015

O ano de 2015 foi classificado pelo plano como "um ano crucial para reformas aprofundadas"

Xangai - Autoridades chinesas anunciaram na segunda-feira diretrizes para prioridades de reforma em 2015, que vão desde a otimização de procedimentos administrativos ao fortalecimento do papel global do iuan, conforme Pequim intensifica os esforços para abrir os mercados de capital do país.

O Conselho de Estado, gabinete da China, aprovou as diretrizes esboçadas pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma para o plano de ação deste ano, classificando 2015 como "um ano crucial para reformas aprofundadas".

"Mais foco será colocado na promoção de reformas financeiras para avançar com o desenvolvimento da economia real", disse o comunicado.

Com o objetivo final de reestruturar a economia para alimentar o consumo às custas de exportações e investimentos, Pequim permaneceu focada numa série de reformas, incluindo a liberação da força de trabalho para liberalizar o nascente mercado financeiro chinês.

O documento, que contém poucas medidas detalhadas, parece ser mais um traçado em linhas gerais das áreas que o governo está mirando para reformar, em vez de um conjunto específico de medidas de política.

Entre as áreas específicas visadas para reformas estão empresas estatais, taxação, taxas de depósito, o sistema de ofertas públicas iniciais de ações (IPOs, na sigla em inglês), e o fortalecimento do status global do iuan, dentre outras.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.