Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Casa Branca: China "rouba" US$ 100 bi por ano em propriedade intelectual

Diretor do Conselho de Assuntos Econômicos afirmou que os EUA estão tentando impedir "roubo" com negociações comerciais com o país asiático

São Paulo - O diretor do Conselho de Assuntos Econômicos da Casa Branca, Kevin Hassett, afirmou nesta terça-feira que os Estados Unidos estão tentando impedir a China de "roubar" US$ 100 bilhões por ano em propriedade intelectual, referindo-se a objetivos da delegação americana nas negociações comerciais com o país asiático.

Em coletiva de imprensa, Hassett foi questionado sobre a visão bastante disseminada entre analistas do mercado de que as tarifas defendidas pelo presidente Donald Trump são um dos principais, senão o principal risco ao contínuo fortalecimento da economia dos EUA.

Mais cedo, o Wall Street Journal noticiou que, de acordo com fontes, Pequim teria oferecido um pacote pelo qual companhias chinesas comprariam US$ 70 bilhões a mais em produtos americanos dos setores agrícola e de energia por ano em troca de Washington abandonar o plano de levar adiante tarifas sobre US$ 50 bilhões em bens chineses, que é destinado justamente a combater o que os EUA consideram ser práticas injustas da China sob a perspectiva de propriedade intelectual.

Hassett defendeu a postura do atual governo em busca de "comércio justo" e declarou que seria "massivamente bom" para todo o planeta se outros países baixassem suas tarifas sobre importações embarcadas nos EUA ao nível das que Washington cobra deles.

Ele se referiu especificamente à União Europeia, apontando que o bloco aplica uma tarifa de 10% sobre a importação de carros americanos, enquanto os EUA cobram 2,5% sobre veículos europeus.

Ao apresentar dados coletados recentemente sobre o vigor da economia no país, Hassett ressaltou que os pedidos iniciais de seguro-desemprego estão atualmente no nível mais baixo desde a Segunda Guerra Mundial. "Não é comum haver indicadores econômicos hoje em dia que estejam melhores que naquele tempo", comentou.

Na semana passada, o Departamento do Trabalho dos EUA informou que os pedidos de auxílio-desemprego caíram de 234 mil para 221 mil na semana encerrada em 26 de maio.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também