A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Câmara dos EUA aprova auxílio contra coronavírus de US$2 mil proposto por Trump

Trump ameaçou bloquear o pacote de ajuda caso o Congresso não aumentasse o pagamento do auxílio de 600 para 2 mil dólares

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, liderada pelo Partido Democrata, aprovou nesta segunda-feira, por 275 a 134 votos, a proposta do presidente norte-americano, Donald Trump, para o pagamento de 2 mil dólares de auxílio para pessoas afetadas pela pandemia de Covid-19, enviando a medida para um futuro incerto no Senado controlado pelos republicanos.

Conheça 10 investimentos recomendados para 2021 com o BTG Pactual digital. Baixe relatório gratuito 

Na semana passada, Trump ameaçou bloquear um imenso pacote de auxílio e de investimentos em resposta à pandemia se o Congresso não aumentasse o pagamento do auxílio de 600 para 2 mil dólares e cortasse outros gastos. Ele retrocedeu em suas exigências no domingo, uma vez que um possível fechamento do governo provocado pela briga com os parlamentares parecia se aproximar.

Mas os parlamentares democratas há muito queriam os pagamentos de 2.000 dólares e utilizaram o raro ponto em comum com o republicano Trump para aprovar a proposta --ou ao menos para evidenciar publicamente que alguns republicanos eram contra a medida-- em uma votação nesta segunda-feira.

Votaram contra a proposta 130 republicanos, 2 independentes e 2 democratas nesta segunda-feira.

Trump sancionou o pacote de 2,3 trilhões de dólares no fim de semana, mas manteve a exigência pelos cheques de 2.000 dólares. O pacote inclui 1,4 trilhão de dólares em gastos para financiar agências governamentais e 892 bilhões em pagamentos de alívio para pessoas e empresas afetadas pela Covid.

Não está claro como a medida para aumentar os cheques de ajuda se sairá no Senado, onde legisladores republicanos individuais disseram que o valor mais alto acrescentaria centenas de bilhões de dólares ao último projeto de ajuda.

A pandemia de coronavírus matou cerca de 330.000 pessoas nos Estados Unidos e levou a dificuldades econômicas generalizadas, com milhões de famílias contando com benefícios de desemprego e fundos de auxílio para sobrevier.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também