Brasileiros dão adeus aos gastos com piora da economia

Estão longe os dias em que alguns brasileiros inundavam Miami gastando milhões com carros e ostentação

Estão longe os dias em que os brasileiros inundavam Miami gastando milhões com carros e ostentação. Uma era de austeridade no consumo começou junto com o aperto fiscal e a recessão no Brasil.

“Os bons tempos acabaram”, disse Jankiel Santos, economista-chefe do BESI Brasil. “O País está em situação difícil e precisa corrigir os excessos do passado”

Abaixo, 3 exemplos do fim da década do “boom do consumo”:

1. Menos trabalho

Economia brasileira perdeu quase 900.000 postos de trabalho no último ano. Número é inédito mesmo quando comparado ao episódio da quebra do Lehman Brothers.

2. Menos dinheiro

Para aqueles que mantiveram seus empregos, os salários tiveram contração de até 5% em maio a/a, ante a uma queda anual de 2,4% em julho. Declínios são piores que os da crise de 2009.

3. Menos ‘terapia das compras’

Com a deterioração do mercado de trabalho, brasileiros fizeram o maior corte em compras desde o início do século. Vendas do varejo em junho tiveram a quinta queda consecutiva, maior período de recuos desde 2001.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.