Brasil segue entre os sete países com os maiores juros reais do mundo

Levantamento é divulgado a cada reunião do Copom pelo site MoneYou em parceria com a Infinity Asset Management

São Paulo – Com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de manter a taxa Selic em 6,5% ao ano pela 10ª vez consecutiva, o Brasil segue no 7º lugar mundial em juros reais.

Com 2,31%, país fica atrás de seis países: Argentina, Turquia, México, Indonésia, Índia e Rússia.

A lista é divulgada a cada reunião do Copom pelo site MoneYou em parceria com a Infinity Asset Management.

A taxa de juros reais toma os juros nominais e subtrai a inflação projetada para os próximos 12 meses. Em termos nominais, o Brasil fica na sexta colocação, acima da Índia.

O Brasil chegou a ser líder absoluto em juros reais durante 2015, quando a taxa básica da economia estava em seu auge, a 14,25% ao ano.

O ranking é uma compilação dos 40 países mais relevantes do mercado de renda fixa mundial nos últimos 25 anos.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.