Brasil precisa ficar atento à importação de etanol, diz ministro

Segundo Coelho Filho, o setor já vive uma situação desfavorável agravada pelo crescimento das importações de etanol de milho dos EUA neste ano

São Paulo - O setor de etanol vive atualmente "seu pior momento", com uma situação já desfavorável agravada pelo crescimento das importações de etanol de milho dos Estados Unidos neste ano, disse nesta segunda-feira o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, que defendeu um olhar atento do governo sobre as compras do biocombustível no exterior.

"A gente precisa olhar com mais atenção essa questão da importação. Nada contra a importação, mas que possa se dar em pé de igualdade com os produtores nacionais... e que a gente tenha a produção nacional não privilegiada, mas sendo reconhecida no seu poder de mobilização e de empregabilidade...", defendeu o ministro, ao participar do Ethanol Summit, promovido pela União da Indústria de Açúcar (Unica) em São Paulo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.