Bank of America eleva projeção para Selic a 12,25% após ata do Copom

A revisão do BofA veio após a divulgação nesta terça-feira da ata do último encontro do Copom, que, segundo o banco privado americano, adotou tom mais duro no combate à inflação
 (Getty Images/Daniel Acker/Bloomberg)
(Getty Images/Daniel Acker/Bloomberg)
Por ReutersPublicado em 08/02/2022 12:27 | Última atualização em 08/02/2022 13:27Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O Bank of America elevou sua projeção para o patamar da taxa básica de juro ao fim do atual ciclo de aperto monetário do Banco Central do Brasil a 12,25%, ante estimativa anterior de Selic terminal de 11,25%.

A revisão do BofA veio após a divulgação nesta terça-feira da ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom), que, segundo o banco privado americano, adotou tom mais hawkish (duro no combate à inflação) do que o visto no comunicado de quarta-feira passada, quando a taxa Selic foi elevada em 1,5 ponto percentual, a 10,75% ao ano.

"O BC afirmou que a desaceleração do ritmo de alta de juros é o caminho mais adequado para alcançar a convergência da inflação à meta e reancorar as expectativas, mas sugeriu que haverá mais ajustes à frente, em vez de uma alta final em março, como esperávamos", explicou em relatório David Beker, chefe de economia no Brasil do BofA.

Segundo o banco privado, a taxa Selic subirá 1 ponto percentual em março, ajuste que será seguido de alta de 0,5 ponto em maio. Anteriormente, a expectativa do BofA era de elevação final de 0,5 ponto no mês que vem.

Na ata do Copom, o BC optou por não indicar aos mercados qual será a magnitude da alta de juros da próxima reunião do colegiado, em março. A autarquia, no entanto, afirmou que o ciclo de aperto deverá ser mais contracionista do que o utilizado no cenário de referência ao longo do horizonte relevante, o qual previa uma Selic de 12% no primeiro semestre de 2022, de 11,75% no final deste ano e de 8% em 2023.

"Isso pode sinalizar tanto uma taxa terminal mais alta, seguida de cortes de juros, ou o mesmo nível terminal com adiamento do ciclo de afrouxamento previsto no cenário de referência", disse Beker.