Aumento das locações por temporada aquece mercado imobiliário no Rio

A expansão da oferta e dos preços das locações atingiu 10%, no fim de 2011. Já a procura por locações de temporada para as festas do Natal e réveillon subiu 20%

Rio de Janeiro - O mercado imobiliário do Rio registrou aquecimento no fim de 2011, apresentando aumento nas locações por temporada, no que se refere à procura, à oferta e aos preços de imóveis.

Na capital fluminense, o delegado do Conselho Regional de Corretores do Estado (Creci/RJ), Laudiniro Cavalcanti, informou que a procura por locações de temporada para as festas do Natal e réveillon subiu 20%. “A cidade está superlotada de turistas estrangeiros e domésticos. E as notícias favoráveis em relação à segurança fizeram com que o Rio passasse a ser a cidade mais visitada do país”, acrescentou.

Os preços e a oferta de imóveis para locação no município não acompanharam na mesma proporção, entretanto, o aumento da procura, disse o delegado do Creci. “Porque as pessoas não se prepararam para essa recuperação tão rápida do setor de locação, inclusive para elevar os preços”. A expansão da oferta e dos preços das locações atingiu 10%, no período.

Segundo Laudiniro Cavalcanti, as pessoas que não tinham a cultura da locação, mas que alugaram um cômodo ou o seu apartamento por temporada verificaram que essa é uma oportunidade de aumentar a renda, em função de a rentabilidade ser convidativa. Isso aumentou a oferta de imóveis por temporada.

O diretor de Locação do Creci/RJ, Carlos Samuel, confirmou que o Rio vive um momento especial de divulgação devido à pacificação de comunidades, que favorece muito as locações por temporada. “Os hotéis estavam lotados e a saída foi aumentar a oferta de aluguéis”.

O fato de o réveillon ter caído em um fim de semana com bastante chuva não atrapalhou o segmento. “As locações já estavam previamente contratadas e são pagas antecipadamente. Os dois eventos não criaram embaraços substanciais”, explicou.

Pesquisa feita pelo Creci/RJ mostrou que o aumento da procura por imóveis para temporada para as festas de fim de ano foi registrado em Angra dos Reis, na Costa Verde do estado (35%). Em Paraty, na mesma região, a procura foi ampliada em 20%. Em Armação dos Búzios, na Região dos Lagos, os preços dos imóveis com três quartos, próximos à praia, caíram 10% em comparação ao ano passado, mas nos demais perfis permaneceram estáveis. Em Saquarema, a oferta subiu entre 10% e 20%.

Nos municípios de Teresópolis e Petrópolis, na região serrana fluminense, a procura sofreu diminuição de 50% e 15%, respectivamente, em função da insegurança gerada pelas chuvas que atingiram a região em janeiro de 2010. A oferta manteve-se estável. Em Petrópolis, os preços cresceram cerca de 20% nos imóveis mais luxuosos.

Carlos Samuel recomendou que as pessoas interessadas em fazer locação por temporada nessas férias de verão devem manter-se alertas. O primeiro cuidado fundamental é “só alugar de quem é conhecido no mercado”. Convém fazer uma pesquisa antes para ver se o imóvel pretendido já teve locação antes, “porque existem aventureiros que vêm ao mercado somente para obter vantagens. É fundamental que a pessoa conheça a origem do locador e do imóvel para não ser surpreendido”. O candidato à locação não deve também depositar o dinheiro na conta de ninguém sem ter a certeza de que ele será pago à pessoa correta, disse o diretor do Creci.

Ele acredita que os mercados imobiliários da capital e do estado vão continuar aquecidos durante o ano e que o mercado de locação por temporada crescerá ainda mais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.