Argentina suspende acordo entre Citibank e fundos abutres

Desta maneira, a justiça acatou uma medida cautelar apresentada pelo Ministério da Economia

Buenos Aires - A justiça argentina ordenou à sucursal do Citibank que "se abstenha" de cumprir o acordo firmado com os chamados fundos "abutres", informou nesta segunda-feira o ministério da Economia.

Desta maneira, a justiça acatou uma medida cautelar apresentada pelo ministério.

A sucursal argentina do Citibank deve "se abster de realizar qualquer ato" destinado a cumprir com o acordo firmado entre o Citibank NA e os fundos em litígio com a Argentina em 20 de março passado, que foi homologado pelo juiz federal de Nova York Thomas Griesa.

O banco deve se abster ainda de "tomar decisões que impliquem em abandonar a custódia de títulos de Bônus Argentinos" da troca da dívida, acrescenta o comunicado.

O acordo com o grupo NML, de Paul Singer, implicou em uma permissão ao Citibank para pagar títulos da dívida totalizando 3,7 bilhões de dólares, em 31 de março.

Em troca da permissão de pagamento, com a anuência do juiz Griesa, o Citibank se comprometeu a abandonar na Argentina seu negócio de custódia de títulos da dívida, o que motivou o governo a suspender as operações do banco no mercado de capitais.

O Citi detém uma importante participação no mercado de títulos.

O Citibank permanece autorizado a operar no varejo e nos demais negócios bancários na Argentina.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.